ARTIGOS

Tratamento: como, quando e onde iniciar, e como manter a adesão perfeita

Por Dr. Richard Portier

em 18 de julho de 2020.

JUNTA-SE A MAIS DE 10.000 PESSOAS

Entre para o nossa lista e receba dicas e conteúdos com exclusividade

O tratamento irá salvar sua vida. Por isso você deve começá-lo o quanto antes. Hoje, é recomendado para todas as pessoas vivendo com HIV (PVHIV), independentemente do tempo de infecção ou quão saudáveis estão. Com o tratamento, você pode ter:

  • Uma vida saudável. Os medicamentos impedem que o vírus se multiplique, reduzindo a quantidade de HIV à zero no seu sangue. Isso permite que seu sistema imunológico permaneça forte e lute contra doenças e infecções.
  • Uma vida longa. Graças ao tratamento, a maioria das PVHIV tem uma expectativa de vida normal, semelhante à população geral.
  • Uma vida sexual. O tratamento eficaz impede a transmissão por via sexual. Se você toma medicamentos e tem uma ‘carga viral indetectável’, não transmite o vírus aos seus parceiros sexuais.
  • Uma vida ativa. O HIV não vai impedi-lo de trabalhar, ter relacionamentos, ter filhos ou fazer planos para o futuro.

Como explicado no artigo “O que é o HIV, a AIDS e o tratamento” (se você ainda não assistiu, assista), os medicamentos diminuem a quantidade de HIV no sangue (carga viral). O principal objetivo do tratamento é deixar sua carga viral indetectável. Isso significa que a quantidade de vírus em uma amostra de sangue é tão baixa que não pode ser detectada.

Essa redução da quantidade permite que o sistema imunológico (medido pela contagem de células CD4) se fortaleça. Quanto maior a sua contagem de CD4, menor o risco de desenvolver doenças relacionadas ao HIV.

Quando devo iniciar o tratamento?

Quanto mais cedo você iniciar os seus medicamentos, mais cedo se beneficiará deles. As diretrizes de tratamento, tanto no Brasil, quanto em outras partes do mundo, recomendam que todas as pessoas que vivem com HIV façam-o, independentemente da contagem de CD4. Por isso comece-o o mais cedo possível, mesmo se você contraiu recentemente.

Quais medicamentos irei começar?

O tratamento padrão inicial é uma combinação de três medicamentos diferentes, chamada de terapia anti-retroviral. Os medicamentos pertencem a diferentes classes, sendo as principais: inibidores da transcriptase reversa análogos de nucleosídeo (ITRN), inibidores da transcriptase reversa não análogos de nucleosídeo (ITRNN), inibidores da protease e inibidores da integrase.

No Brasil, o tratamento inicial é composto por: 1 comprimido de lamivudina/tenofovir desaproxila (ambos da classe dos ITRN, e coformulados, ou seja, juntos no mesmo comprimido) e  1 comprimido de dolutegravir (da classe dos inibidores da integrase). Ou seja, você iniciará tomando 2 comprimidos ao dia, sempre no mesmo horário.

Onde irei pegar o meu tratamento?

No Brasil, o tratamento é disponibilizado pelo SUS e é 100 % gratuito. Você receberá uma receita especial em sua consulta médica para conseguir retirar o medicamento, independente se fará o acompanhamento pela rede pública ou privada. Leve-a para a farmácia especializada do seu município.

As retiradas são realizadas mensalmente, salvo em situações especiais. Uma receita médica tem validade máxima de 6 meses, por isso você deve realizar sua consulta, no mínimo, a cada 6 meses. Por isso sempre verifique se há medicamentos suficientes para durar até sua próxima consulta. Se você acha que pode acabar antes disso, entre em contato com sua farmácia.

Por que tomar os meus medicamentos corretamente é importante?

Para o tratamento funcionar, é fundamental que você tome os seus medicamento conforme prescrito pelo seu médico todos os dias. Isso é chamado de “adesão” e significa tomar os medicamentos sempre no mesmo horário, na dose certa e seguir qualquer conselho dado pelo seu médico. A adesão é o fator mais importante para o sucesso do tratamento.

Não tomar corretamente ou de forma irregular pode significar que:

  • Os níveis dos seus medicamentos no sangue não estão altos o suficiente para impedir a multiplicação do HIV. Se isso acontecer, seu vírus voltará a se multiplicar.
  • Sua carga viral aumentará e sua contagem de células CD4 diminuirá. Esta situação aumenta suas chances de desenvolver doenças oportunistas e outras complicações relacionadas ao HIV.
  • O vírus desenvolverá resistência a um ou mais medicamentos que você está utilizando. Isso significa que ficará forte contra esses medicamentos, voltando a se multiplicar. Resistência significa que seu tratamento não está funcionando.
  • Sua carga viral aumentará para um nível no qual você poderá transmitir o vírus ao seu parceiro (a) sexual (se preservativos ou a PrEP não estiverem sendo usados).
  • Você precisará mudar os seus medicamento. Esse novo tratamento pode ser mais difícil de tomar do que a combinação que você estava tomando antes, por ter mais comprimidos ou novos efeitos colaterais.

A adesão perfeita

Eu gosto falar sobre a adesão perfeita no Instagram. Ela significa:

  • Tomar todos os medicamentos que compõem seu tratamento na quantidade certa conforme prescrito pelo seu médico.
  • Tomar seus medicamentos na hora certa, o mais próximo possível da mesma hora, todos os dias.
  • Seguir todas as orientações sobre comida. Alguns medicamentos precisam ser tomados com alimentos para que sejam absorvidos, mas outros que precisam ser tomados com estômago vazio.
  • Verificar interações com outros medicamentos, chás, suplementos e drogas.
  • Ir nas consultas médicas, no mínimo, a cada 6 meses.
  • Fazer os exames de sangue, no mínimo, a cada 6 meses.

E se eu esquecer algumas doses do meu tratamento?

Você deve tomar todos os seus comprimidos no mesmo horário, todos os dias, conforme prescrito pelo seu médico. Ao longo do tempo se tornará um hábito.

Se você esquecer doses, é aumenta a chance que algo dê errado no seu tratamento. Em diversos estudos, esquecer doses foi associada a um aumento na carga viral, uma queda na contagem de células CD4 e um aumento no risco de resistência. Os melhores resultados do tratamento são observados em pessoas com a adesão perfeita.

O que devo fazer se perder uma dose do meu tratamento?

Isso dependerá da circunstância. Na maioria das vezes, a opção mais segura é tomar a dose esquecida assim que você perceber e tomar a próxima dose em seu horário normal. Caso você só perceba que perdeu uma dose no horário da próxima dose, tome apenas a dose normal. Nunca tome duplicado para compensar a dose esquecida. Conte o ocorrido para o seu médico na próxima consulta.

Se você vomitar após tomar os comprimidos, geralmente não precisará tomar outra dose, pois os medicamentos já terão sido absorvidos. As exceções a isso são: se o vômito ocorrer menos de duas horas desde que você tomou-os; ou se você ver as pílulas, ou partes delas, no vômito.

Caso você esteja esquecendo regularmente as doses ou tomando-as muito tempo depois do horário correto, converse sobre isso com seu médico.

Como me manter aderente?

Aqui estão algumas dicas úteis:

  • Tome seus medicamento nos mesmo horário todos os dias.
  • Deixe um alarme no seu celular ou relógio para lembrá-lo. Isso é útil principalmente quando você estiver viajando.
  • Se você for viajar, planeje com antecedência. Leve o número de comprimidos necessários para o tempo que você estará ausente, além de uma metade extra para caso seus planos mudem. Por exemplo, se for ficar 20 dias, leve para 30 dias. Ao voar, sempre leve sua receita médica. Não os guarde na bagagem despachada. Se sua bagagem for perdida, você ficaria sem eles.
  • Use caixas plásticas de comprimidos para armazenar uma semana de tratamento.
  • Certifique-se de não ficar sem seus medicamentos e retire-os nas datas estipuladas.
  • Converse com outras pessoas vivendo com HIV e aprenda com suas experiências – por isso entre no nosso grupo do Telegram.
  • Peça para outras pessoas te ajudarem e apoiarem. A família, parceiro (a) e amigos são importantes no tratamento.

Meu tratamento será apenas tomar medicamentos?

Também é importante você pensar na sua saúda a longo prazo. Prevenir doenças crônicas, além de fazer outras alterações no seu estilo de vida, como melhorar sua alimentação e seu seu sono, será fundamental para prevenir o envelhecimento precoce. 

Por isso criei o Programa Viver+, para você reconstruir sua saúde após o diagnóstico do HIV – e viver muito mais.

Junte-se a mais de 10.000 pessoas

Entre para o nossa lista e receba dicas e conteúdos com exclusividade

Médico Infectologista

CRMPR 32.357

RQE 23.586

Nenhuma informação desta página e dos nossos produtos substitui uma consulta presencial com seu médico. Jamais faça nenhuma mudança no seu tratamento sem antes consultar seu médico ou profissional de saúde. É só ele quem poderá avaliar de perto a sua situação atual e decidir se você está apto ou não à essas alterações. Portanto, é imprescindível que você tenha acompanhamento médico para sua segurança. Se tiver qualquer dúvida, envie um email para richard@richardportier.com que responderemos o mais breve possível. Obrigado!

© 2020 Richard Portier. Todos os direitos reservados. Termos de uso.