AULA ONLINE GRATUITA

O que é o HIV, a AIDS e o tratamento?​

Por Dr. Richard Portier

em 18 de julho de 2020.

JUNTA-SE A MAIS DE 10.000 PESSOAS

Entre para o nossa lista e receba dicas e conteúdos com exclusividade

Durante a minha residência médica em infectologia no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, estava no ambulatório e passei na frente do consultório onde meu chefe estava atendendo uma paciente. Ele me parou e perguntou para ela.

  • A senhora conhece esse médico?

E ela respondeu.

  • Sim, ele me contou a historinha do carneiro. 

Eu tinha contato a história 2 anos antes daquele dia. 

Era uma paciente que não aderia ao tratamento, pois não entendia o que tinha. Através dessa história, expliquei o que é o HIV, a AIDS e principalmente, o tratamento. A partir daquele dia ela passou a ser aderente ao tratamento. 

Entender o que é HIV, a AIDS  e o tratamento não é difícil. 

Por isso preparei uma aula especial para você. E você pode assistir gratuitamente logo abaixo. Depois é importante que leia o artigo para fixar todos os conceitos explicados na aula. Boa aula e uma excelente leitura!

O que é CD4?

O CD4 é um linfócito, uma célula que ajuda o corpo combater infecções. 

Por que não ficamos doentes a todo momento, Dr. Richard?

Pois quando entramos em contato com qualquer microrganismo, o nosso sistema imunológico nos protege. E neste sistema existem vários protetores, sendo um deles a célula CD4. 

Por exemplo, se você entrar contato com a bactéria da tuberculose, ficará doente? Provavelmente não, pois se está fazendo o tratamento e o seu sistema imunológico estiver bom, irá combater a bactéria, destruindo-a ou inativando-a. 

O CD4 é um soldado. Ele irá nos proteger quando necessário. Em 1 mL de sangue temos entre 500 a 1500 células, ou seja, soldados para proteção.

O que é HIV?​

HIV é o vírus da imunodeficiência humana, que, se não tratado, pode levar à síndrome da imunodeficiência adquirida  – SIDA, ou AIDS, em inglês. 

Assim como qualquer outro vírus, o HIV precisa de uma célula específica para se multiplicar e sobreviver – e essa célula é o CD4. 

Porém, ao se multiplicar, ele acaba destruindo o CD4. Por isso, como o tempo, vai reduzindo-as progressivamente. Sem essas células, o seu sistema imunológico não consegue te proteger, assim, você ficará doente. 

Essas infecções ou cânceres são chamadas de doenças oportunistas, pois se aproveitam de um sistema imunológico enfraquecido. Este estágio é chamado de AIDS.

O que é AIDS?​

A AIDS é a fase mais grave da infecção pelo HIV. As pessoas com AIDS estão com o sistema imunológico extremamente danificado, sem o CD4 para protegê-las, expostas às doenças oportunistas e a complicações que o próprio HIV pode causar.

Quais são os estágios da infecção pelo HIV?​

Sem tratamento, o HIV destrói o CD4 durante anos, consequentemente, nosso sistema imunológico. Os três estágios da infecção (demonstrados na imagem abaixo) pelo HIV são: 

  1. Infecção aguda pelo HIV.
  2. Latência clínica.
  3. AIDS. 

Imagem retirada do Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Manejo da Infecção pelo HIV em Adultos. 2018.

Infecção aguda

É a primeira fase da infeção e ocorre entre 2 a 4 semanas após você contrair o vírus. 

Muitos, mas não todos, desenvolvem sintomas gripais, como: 

  1. Febre. 
  2. “Ínguas”.
  3. Dor de garganta.
  4. Lesões de pele.
  5. Dores musculares.
  6. Dores articulares.
  7. Dor de cabeça. 

Isso é chamado de “síndrome retroviral aguda” ou “infecção primária por HIV”. 

Durante este período inicial, o vírus se multiplica muito, destruindo rapidamente as células CD4. Porém, o corpo consegue diminuir o ritmo desta multiplicação, deixando o nível de vírus estável, recuperando parcialmente o número de CD4. 

Devido a grande quantidade de vírus nessa fase, o risco de transmitir o HIV é muito alto. Por esse motivo, é muito importante o uso de preservativos ou abstinência sexual.

Latência Clínica​

Após da infecção aguda, a doença passa para o estágio chamado de “latência clínica”. Neste período o vírus continua sua multiplicação, destruindo o CD4, porém sem produzir sintomas

É nesta fase que a maioria das pessoas fazem o diagnóstico da infecção pelo HIV. Se iniciado o tratamento, a infecção não irá evoluir para a fase AIDS. 

AIDS​

Caso você não trate a doença, chegará na fase AIDS entre 2 a 18 anos, em média 10 anos. 

Neste estágio da infecção, o número de CD4 é muito baixo e seu sistema imunológico está gravemente danificado – não consegue te proteger. 

É definido AIDS quando o número de CD4 cai abaixo de 200 células por mL ou quando a pessoa desenvolve uma doença oportunista, independentemente da sua contagem de CD4. Ou seja, você só terá 200 soldados para te proteger, enquanto uma pessoa saudável apresenta entre 500 a 1500. 

Sem tratamento, você sobreviverá cerca de 3 anos

Se desenvolver uma doença oportunista grave, a expectativa de vida sem tratamento cai para cerca de 1 ano

Porém, se iniciado o tratamento, a chance de controle da doença existe, mas nunca será tão benéfica comparado a uma pessoa que iniciou antes dessa fase.

Tratamento do HIV

A terapia anti-retroviral (TARV) é o uso de medicamentos contra o HIV para o tratamento da doença. 

A TARV é recomendada para todas as pessoas vivendo pelo HIV, independente do tempo de infecção. 

Os medicamentos contra o vírus impedem que se multiplique, reduzindo a quantidade no corpo até o momento em que fica indetectável no sangue. 

Não ter o HIV no sangue faz com que as células CD4 não sejam destruídas, consequentemente, você terá proteção do sistema imunológico. Com um número bom de soldados, sem que eles sejam atacados, você estará protegido.

Embora ainda haja HIV escondido no corpo em lugares onde a medicação não chega, o sistema imunológico é forte o suficiente para combater às doenças oportunistas. 

Caso você pare de tomar a medicação, o HIV volta a se multiplicar no seu sangue, destruindo suas células CD4 e seu sistema imunológico novamente. 

Por isso é importantíssimo tomar os medicamentos todos os dias. A TARV não pode curar o HIV, mas faz as pessoas com HIV vivam suas vidas de forma saudável.

 

A história

Essa história conto para todos os meus pacientes na primeira consulta. Acredito que se você entende o que tem e tira suas dúvidas, aceitará e terá uma adesão melhor ao tratamento. 

Ela foi contada para mim pelo meu mestre, também médico infectologista, José Luiz de Andrade Neto. Ele viveu a época que não existia tratamento. Perdeu muitos pacientes. Porém também ajudou vários, os sobreviventes. 

E esta é minha homenagem por tudo o que ele fez para essas pessoas. 

Eu quero que você imagine a terra, o pasto, um carneiro e uma ovelha

Para sobreviverem, o carneiro e a ovelha precisam reproduzir, ou seja, multiplicar sua espécie. Para isso, alimentam-se do pasto. 

Quanto mais carneiros mais pastos são destruídos, e cada vez mais a terra ficará exposta.

A terra exposta fica vulnerável a infecções, como fungos e bactérias. Até o momento em que nada mais cresce, ou seja, ela morre. 

O que aconteceria se você fizesse uma cerca e prendesse todos esses carneiros em um canto? O restante do pasto iria crescer novamente, protegendo a terra. 

Porém se você quebrar a cerca, todos os carneiros voltam a comer o pasto, expondo novamente a terra. 

Agora vamos trocar os personagens: a terra é você, o pasto seu CD4, o carneiro é o HIV e a cerca é o tratamento

O HIV necessita se multiplicar, e por isso, precisa “comer” o CD4. Quanto mais HIV mais CD4 são destruídos, e cada vez mais você fica exposto. 

Você exposto fica vulnerável a infecções, como fungos e bactérias. Até o momento em que você não responde mais, ou seja, morre.

Quando você começa a tratar, constrói a sua cerca. E só você pode fazer isso, ninguém mais. 

Deixando o vírus preso, seu CD4 volta o suficiente para te proteger. E você estará protegido para sempre.

Porém, se você parar o tratamento, destrói essa cerca. Então, o vírus volta a se multiplicar e destruir seu CD4. Você fica exposto novamente. 

Não existe cura para a infecção causada pelo HIV. O tratamento não é uma arma que irá acabar com todos os vírus, mas pode controlá-los.

Tome os medicamentos todos os dias conforme orientado pelo seu médico.  O tratamento sempre será a parte mais importante da sua saúde. Controlando o vírus você terá sua vida. Terá amores. Terá futuro.

Junte-se a mais de 10.000 pessoas

Entre para o nossa lista e receba dicas e conteúdos com exclusividade

Médico Infectologista

CRMPR 32.357

RQE 23.586

Nenhuma informação desta página e dos nossos produtos substitui uma consulta presencial com seu médico. Jamais faça nenhuma mudança no seu tratamento sem antes consultar seu médico ou profissional de saúde. É só ele quem poderá avaliar de perto a sua situação atual e decidir se você está apto ou não à essas alterações. Portanto, é imprescindível que você tenha acompanhamento médico para sua segurança. Se tiver qualquer dúvida, envie um email para richard@richardportier.com que responderemos o mais breve possível. Obrigado!

© 2020 Richard Portier. Todos os direitos reservados. Termos de uso.