ARTIGOS

Problemas de pele e cabelos

Por Dr. Richard Portier

em 18 de junho de 2021.

Inscreva-se e participe gratuitamente dos meus vídeos semanais

A maioria dos problemas de pele, cabelos e unhas não estão relacionados aos antirretrovirais. No entanto, erupções cutâneas que surgem logo após ao início do tratamento podem indicar uma alergia aos medicamentos.

Por isso, qualquer alteração de pele logo após o início de um novo medicamento, independente se for um antirretroviral ou não, deve ser imediatamente comunicada ao seu médico. Se for grave, procure um pronto atendimento o mais rápido possível.

Problemas de pele

Uma erupção cutânea é uma alteração na cor e textura da pele que aparece como um surto de manchas vermelhas, associado ou não com inchaços na pele. Também podem surgir feridas e bolhas.

Erupções leves consistem em manchas planas e vermelhas aparecendo

em uma pequena área do corpo. É conhecida como urticária.

Erupções cutâneas moderadas se espalham para uma área maior e consiste em manchas achatadas e vermelhas e/ou pequenas saliências ou lesões vermelhas elevadas.

Erupções cutâneas graves formam bolhas ou úlceras grandes.

As causas podem ser diversas: infecções, reações alérgicas, medicamentos, doenças sistêmicas, como câncer, e doenças autoimunes. Independente da causa, procure assistência médica imediatamente após o aparecimento da erupção. Para o seu médico realizar o diagnóstico será fundamental ver a lesão. Então não demore, ela pode desaparecer.

Reação de hipersensibilidade

Uma reação alérgica ao antirretroviral é chamada de reação de hipersensibilidade. Aparece nas primeiras quatro a seis semanas após o início do tratamento. O atazanavir (ATV), o darunavir e o maraviroc são os antirretrovirais que mais causam esse tipo de reação. Os sintomas são leves e tendem a sumir com o uso de corticóides e antihistamínicos. Geralmente não será necessária a troca do antirretroviral.

Já para a prescrição do abacavir será necessário realizar um teste genético para hipersensibilidade. Se for positivo, este antirretroviral estará contraindicado.

Outro medicamento comumente prescrito para as pessoas que vivem com HIV é o sulfametoxazol+trimetoprim (Bactrim®). Também é frequente a reação de hipersensibilidade.

Se você apresentar sintomas graves, como feridas extensas, bolhas, lesões arroxeadas, febre e falta de ar, procure imediatamente um pronto atendimento.

Perda de cabelo

A perda de cabelo, também chamada alopecia, é comum, está ligada a genética e acontece principalmente em homens à medida que envelhecem. Quando a perda de cabelo é súbita, intensa e rápida, é considerado anormal.

Existem diversas causas, incluindo:

  • A própria infecção pelo HIV, quando a pessoa está sem tratamento.
  • Os antirretrovirais, apesar de extremamente raro.
  • Deficiência nutricionais, particularmente baixa ingestão de proteínas.
  • Hipotireoidismo.
  • Deficiência de vitaminas, principalmente do complexo B.
  • Níveis de testosterona muito altos após a utilização de esteróides androgênicos.
  • Sífilis secundária.

Exames laboratoriais de sangue como exames hormonais e de vitaminas irão realizar o diagnóstico de deficiência nutricionais e hormonais.

Caso excluídas as causas mais frequentes, diagnósticos mais raros e efeitos colaterais dos antirretrovirais e outros medicamentos podem ser aventados.

O mais importante é realizar o diagnóstico. Por isso converse com o seu médico na próxima consulta.

Inscreva-se e participe gratuitamente dos meus vídeos semanais

Médico Infectologista

CRMPR 32.357

RQE 23.586

Nenhuma informação desta página e dos nossos produtos substitui uma consulta presencial com seu médico. Jamais faça nenhuma mudança no seu tratamento sem antes consultar seu médico ou profissional de saúde. É só ele quem poderá avaliar de perto a sua situação atual e decidir se você está apto ou não à essas alterações. Portanto, é imprescindível que você tenha acompanhamento médico para sua segurança. Se tiver qualquer dúvida, envie um email para richard@richardportier.com que responderemos o mais breve possível. Obrigado!

© 2021 Richard Portier. Todos os direitos reservados. Termos de uso.