ARTIGOS

Dores musculares crônicas

Por Dr. Richard Portier

em 18 de junho de 2021.

Inscreva-se e participe gratuitamente dos meus vídeos semanais

Todo mundo tem dores musculares ocasionais. Geralmente acontecem após praticarmos alguma atividade física intensa, quando ficamos na mesma posição durante horas ou dormimos mal.

Mas pessoas vivendo com HIV podem desenvolver problemas musculares crônicos, como dor muscular, cãibras e fraqueza.

Se você sente dores musculares todos os dias, este não é o momento para o auto-diagnóstico. A causa para o seu problema muscular pode ser simples, mas também ser algo grave. Apenas seu médico pode diagnosticar adequadamente. Por isso converse com o seu médico sobre qualquer fraqueza muscular e dores musculares crônicas para que uma investigação adequada possa determinar a causa.

Descobrindo a causa

Em particular, é muito importante descartar doenças neurológicas (relacionadas ao HIV ou não) que possam estar causando seus sintomas. Porém existem dois distúrbios mais frequentes relacionados aos antirretrovirais.

Miopatia

A miopatia é um distúrbio muscular que resulta em fraqueza, que muitas vezes leva a dores musculares crônicas. Pode ser causada por:

  • Toxidade mitocondrial causada pela zidovudina (AZ) e estavudina (d4T). Mais raramente outros inibidores da transcriptase reversa análogos de nucleosídeos (ITRN).
  • Medicamentos para tratar dislipidemia, como as estatinas (sinvastatina, atorvastatin, etc).
  • Deficiência de vitaminas e minerais, principalmente a vitamina D e magnésio.
  • Deficiências de aminoácidos essenciais.
  • Deficiência hormonais, como a testosterona. Para saber mais assista essa aula.
  • Doenças neurológicas diversas.
  • Estresse oxidativo intenso. Para saber mais assista essa aula.

Acidose lática

A acidose lática acontece quando há um aumento anormal na produção de lactato, que leva à dor muscular intensa. Pode ser causada pela toxidade mitocondrial causada pela zidovudina (AZ) e estavudina (d4T).

Bem mais raramente outros inibidores da transcriptase reversa análogos de nucleosídeos (ITRN) e inibidores da integrase (INI), como o dolutegravir e o raltegravir.

O que fazer?

Descobrir a causa.

Exames laboratoriais de sangue detectam deficiência nutricionais e hormonais, além do aumento de CPK, um indicativo que está acontecendo dano muscular.

Podem ser necessários exames mais complexos, como a eletroneuromiografia.

Caso seja um efeito colateral de um medicamento, será necessário trocá-lo.

O mais importante é realizar o diagnóstico. Por isso converse com o seu médico na próxima consulta.

Inscreva-se e participe gratuitamente dos meus vídeos semanais

Médico Infectologista

CRMPR 32.357

RQE 23.586

Nenhuma informação desta página e dos nossos produtos substitui uma consulta presencial com seu médico. Jamais faça nenhuma mudança no seu tratamento sem antes consultar seu médico ou profissional de saúde. É só ele quem poderá avaliar de perto a sua situação atual e decidir se você está apto ou não à essas alterações. Portanto, é imprescindível que você tenha acompanhamento médico para sua segurança. Se tiver qualquer dúvida, envie um email para richard@richardportier.com que responderemos o mais breve possível. Obrigado!

© 2021 Richard Portier. Todos os direitos reservados. Termos de uso.